Robôs sexuais com pênis funcional e inteligência artificial podem entrar no mercado este ano

Matt McMullen, CEO da empresa Realbotix, disse estar se preparando para lançar robôs sexuais masculinos com inteligência artificial aumentada.

O anúncio segue o lançamento da Harmony, o primeiro robô sexual feminino capaz de interagir, que foi feito no ano passado. A versão masculina, ainda sem nome, terá todas as especificações de software da Harmony, bem como um pênis biônico, segundo informações da IFLScience.

“Estamos trabalhando em uma versão masculina de um robô de IA“, disse McMullen ao Daily Star Online. “Nós finalmente teremos uma plataforma masculina e feminina disponível“.

Há 20 anos McMullen e sua outra empresa, a RealDoll, vem criando robôs. Atualmente, ele já vende manequins sexuais personalizáveis e com diferentes opções características.

Falando sobre a Harmony, o site do Realbotix apresentou detalhes particulares sobre as características da boneca, cujo lançamento foi uma “revolução” entre os especialistas. O robô é capaz de praticar uma série de expressões faciais, piscar, mover a cabeça e mexer a boca de acordo com os sons que produz. A interface de IA está exclusivamente na cabeça e, portanto, não está claro se a AI poderia controlar seu pênis biônico.

“Ela é uma combinação da boneca de alta qualidade com componentes robotizados avançados e é alimentada com a melhor I.A. (Inteligência Artificial) personalizável do mundo, a fim de oferecer a interação mais divertida que você pode ter com uma máquina“, escreveu a Realbotix em seu site.

A Harmony recebeu uma série de críticas por parte de cientistas, que consideraram as implicações éticas de se ter relações sexuais com robôs. Já nas redes sociais, o robô foi visto por muitos como bizarro e assustador, com vários usuários argumentado a ideia de que ele perpetuava comportamentos misóginos sobre sexo e sexualidade. Quanto a versão masculina, as expectativas são de que não seja muito melhor do que a primeira, já que a empresa faz suspense sobre o lançamento e seus detalhes.

Fonte: Jornal Ciencia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.