Mitos sobre o carregamento de eletrônicos que você deveria parar de acreditar

Quem nunca ouviu alguém dizer que não devemos carregar o telefone durante a noite, ou que nosso notebook vai estragar se deixarmos ele sempre ligado na tomada? Não são poucos os mitos envolvendo os eletrônicos, mesmo que a tecnologia esteja cada vez mais desenvolvida. Por isso, nesta lista você vai conferir alguns mitos e crenças equivocadas sobre os aparelhos eletrônicos.

Confira:

Mito 1: Você não deve carregar seu celular durante a noite toda.

Graças às modernas baterias de ions de lítio, você pode carregar o seu telefone tranquilamente durante a noite. Esses tipos de baterias têm controladores que param de carregar quando a bateria está cheia. Portanto, não tenha medo de iniciar um incêndio, ou de que sua bateria irá explodir durante o carregamento.

A única coisa que você tem que prestar atenção é com o superaquecimento. Caso o telefone esteja com algum defeito, ou você deixe-o abafado, ele pode acabar aquecendo em excesso.

Mito 2: Você não deve deixar seus aparelhos descarregarem completamente.

Novamente, a questão aqui são as baterias de íons de lítio. Essas baterias têm um número limitado de ciclos de carga (por exemplo, um iPhone tem cerca de 500 ciclos). Um ciclo é a carga total de 0% a 100%. Se você carregar a bateria de 90% a 100%, você usa apenas 1/10 do ciclo. Para não desperdiçar um ciclo completo, é melhor carregar seu telefone várias vezes ao dia (se você puder, é claro). De acordo com especialistas, sua bateria funcionará por mais tempo se você mantiver a carga em torno de 40% a 80%. No passado, os especialistas recomendavam descarregar a bateria para 0%, mas hoje mais e mais baterias possuem um dispositivo de calibragem embutido. Essas baterias inteligentes reduzem a necessidade de calibragem, no entanto, se o telefone estiver agindo de forma estranha, como se estivesse perdendo a carga rapidamente, você deve calibrá-lo manualmente de tempos em tempos.

Mito 3: Você não deve deixar o carregador conectado na tomada.

As regras de segurança da maioria dos dispositivos eletrônicos dizem que o carregador deve ser totalmente tirado da tomada após o uso. Essa recomendação se dá por conta de, em caso de uma sobrecarga de energia na rede, isso poder acabar provocando um incêndio.

Mas na verdade tais situações ocorrem com muito pouca frequência, ainda mais em áreas urbanas. No entanto, existem alguns casos em que você precisa tomar um pouco mais de cuidado:

  • Se na sua casa não há proteção contra raios; há variações na voltagem ou apagões frequentes.
  • Se você tem animais de estimação que andam pela casa. Neste caso, eles podem danificar o cabo do carregador com os dentes ou patas, e seria melhor se ele estivesse desconectado da tomada, para evitar que se machuquem.
  • Se a sua casa passa por inundações com frequência.
  • Se o carregador está esquentando além do normal ou fazendo ruídos estranhos, inclusive quando não está conectado ao dispositivo. Nesses casos, vale a pena trocar de carregador.

Resumidamente, desconectar ou não desconectar o carregador da rede elétrica é algo particular e de responsabilidade de cada um. Deixá-o ligado não vai estragá-lo, e a quantidade de energia consumida também não vai aumentar.

Mito 4: Notebooks podem estragar se forem constantemente carregados.

O mesmo que foi dito sobre o seu aparelho celular vale também para os notebooks. As baterias modernas interrompem o carregamento quando a carga está completa. Além disso, especialistas recomendam que a bateria seja descarregada até 0% uma vez por mês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.