Essas serão as causas do fim do mundo, de acordo com Stephen Hawking

Antes de mais nada, quem não conhece Stephen Hawking precisa saber o quão gênio esse homem é! Hawking é portador de esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma rara doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo sem, no entanto, atingir as funções cerebrais, sendo uma doença que ainda não possui cura. A doença foi detectada quando tinha 21 anos.

Mas apesar de todos as suas complicações, Hawking é um gênio astrofísico, e já realizou vários estudos importantes, sobre buracos negros e relatividade, por exemplo. Além do filme “A Teoria de Tudo”, Hawking também é famoso por fazer algumas declarações sobre o futuro. No ano de 2014, Hawking declarou que não acredita e nem nega a existência de Deus, pois para ele, tudo que tem a ver com fé religiosa é inerentemente desconhecido para o ser humano.

Mas isso não quer dizer que ele tenha deixado de ser ateu. Em uma entrevista ao jornal espanhol El Mundo, ele afirmou o seguinte: “Não há nenhum Deus. Sou ateu. A religião crê em milagres, mas eles são incompatíveis com a ciência.” Mas vamos entender algumas previsões sobre coisas que provavelmente vão destruir a humanidade.

Inteligência artificial

Para Hawking, as máquinas pode nos substituir, pois o desenvolvimento da inteligência artificial é um perigo potencial à humanidade. Um dos principais argumentos de Hawking é que a evolução humana é mais lenta do que a da tecnologia, e isso pode fazer com que a evolução das máquinas ultrapassem a nossa.

Vida extraterrestre

“Se alguma vez os aliens nos visitarem, acredito que o resultado seja parecido como quando Cristóvão Colombo desembarcou pela primeira vez na América, que resultou em algo nada bom para os nativos”, disse Hawking em uma entrevista ao “The Times”. Para ele, um encontro com seres de outros planetas não seria nada legal. Muito provável que estaríamos em desvantagem, pois poderíamos nos deparar com civilizações milhões de vezes mais avançadas.

Agressão dos homens

O terceiro motivo que poderia acabar com o mundo, segundo Hawking, é a agressividade do homem. Em outras épocas a agressividade pode até ter sido útil, mas não hoje. A guerra nuclear é um exemplo de como o mundo poderia acabar em um piscar de olhos. Bom, sendo assim, se o maior perigo do mundo não for alienígenas ou as máquinas, provavelmente será nós mesmos.

Fonte:Fatos desconhecidos

Comentários

comentários

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here