Entenda como seu cérebro pode misteriosamente te enganar com recordações falsas

Assistir a um vídeo de outra pessoa executando uma ação pode fazer com que você ache que realizou essa ação, de acordo com um novo relatório da Jacobs University Bremen.

Os cientistas descobriram que as pessoas que haviam assistido a um vídeo de outra pessoa agitando uma garrafa ou embaralhando um baralho de cartas faria com que duas semanas depois elas achassem que tivessem realizado a ação elas mesmas.

‘Ficamos chocados’, diz Gerald Echterhoff, da Jacobs University Bremen, na Alemanha, que liderou a pesquisa. Nas experiências, os pesquisadores fizeram com que voluntários realizassem várias ações simples.

Então eles assistiram aos vídeos de outras pessoas realizando diversas ações simples, algumas das quais já haviam feito, e algumas das quais não tinham. Duas semanas depois, foram questionados sobre quais das ações haviam realizado e aí vem a surpresa: eles eram muito mais propensos a lembrar falsamente de ter feito uma ação se tivessem observado alguém fazê-la. Isso aconteceu mesmo quando os participantes foram informados sobre o efeito do vídeo e avisados que poderia acontecer com eles.

Echterhoff diz que você não deve se preocupar caso isso aconteça o tempo todo, mas vale a pena lembrar que sua memória nem sempre é confiável. “É bom ter uma dúvida informada ou um ceticismo informado sobre o desempenho da sua memória, de modo que você não confie facilmente em tudo que sua mente diz sobre memórias passadas”.

Ele acredita que o mecanismo pode ter algo a ver com uma simulação interna do que as outras pessoas fazem enquanto as observamos. O pesquisador diz que essa simulação pode envolver estruturas cerebrais como o “sistema neurônio espelho”, que parece estar envolvido tanto na realização de ações como também na observação das ações de outras pessoas.

A simulação é útil quando ajuda você a prever a próxima ação de alguém, ou aprender a fazer certas coisas, mas pode trazer um efeito colateral infortúnio, disse o pesquisador.

Fonte: Misterios do mundo

Comentários

comentários

Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here